Solar Impulse

O Solar Impulse HB-SAI é o primeiro avião projetado para voar dia e noite sem combustível ou emissões poluentes, demonstrando o enorme potencial da energia renovável.

A Schindler se une ao projeto Solar Impulse como principal parceiro.

Solar Impulse

Esta parceria é um compromisso importante para o contínuo investimento da Schindler em novas tecnologias que visam à mobilidade limpa e sustentável e um marco-chave para o projeto Solar Impulse.

Mantendo-se sempre junto às mais avançadas soluções tecnológicas disponíveis, o Solar Impulse abre caminho para a civilização acabar, gradualmente, com sua dependência da energia fóssil.

Solar Impulse
Alfred N. Schindler (esq), André Borschberg (cockpit) e Bertrand Piccard (dir)

“O Solar Impulse é um excelente exemplo de sustentabilidade inovadora e empreendedorismo de base. Não é simplesmente um projeto sobre economizar e conservar energia; trata-se de trabalhar com mais inteligência ao invés de trabalhar mais. Enquanto ficar no ar - dia após dia - o Solar Impulse é prova convincente de que se pode caminhar na direção de uma fonte virtualmente ilimitada de energia . O Solar Impulse é uma plataforma única, onde a criatividade se alia à audácia, a especialização tecnológica se alia à perseverança, a visão à disciplina e, finalmente, onde a ação converte um sonho em realidade.”

Alfred N. Schindler, presidente e CEO do Grupo Schindler

Solar Impulse no Fantástico da Rede Globo.

O programa "Fantástico" da Rede Globo exibiu no dia 28/04/2013 uma matéria de 5 minutos sobre o Solar Impulse. Clique aqui e veja na íntegra.

 

Solar Impulse
André Borschberg e Bertrand Piccard.
Solar Impulse
Solar Impulse 2

Solar Impulse 2

Depois de ter atravessado o Atlântico e os Estados Unidos de costa a costa, a aeronave tem tudo para entrar para história como o primeiro avião movido à luz solar a dar a volta ao mundo. Para o desafio ser alcançado, Solar Impulse terá de realizar o que nenhuma outra conseguiu antes: voar sem combustível, com apenas um piloto, durante cinco dias consecutivos. A nave é ultra-leve (seu peso total não passa de 2,5 toneladas), e é alimentada exclusivamente por painéis solares e baterias a bordo, que permitem que continuem o vôo mesmo quando o sol se põe.

A partida está agendada para março de 2015, saindo do Golfo Pérsico, passando depois pela Índia e Oceânico Pacífico. Durante o trajeto, dois pilotos se revezarão na cabine. O espaço interno é suficiente para estocar comida, água, paraquedas e outros equipamentos de segurança.

Clique aqui e veja como foi a construção do Solar Impulse 2.

Solar Impulse 2 no Jornal Nacional da Rede Globo.

O Jornal Nacional da Rede Globo exibiu no dia 09/03/2015 uma matéria sobre o Solar Impulse. Clique aqui e veja na íntegra.